Como você se sente ao ter de dar um feedback? Ou como reagiu ao perceber que seu feedback foi logo ignorado? Esse retorno é fundamental em ambientes organizacionais, mas há vezes em que pode não funcionar como você espera.

 

As pessoas prestam atenção no que outras que elas respeitam dizem-nas. E isso não seria diferente em uma empresa. Gestores e colaboradores precisam estar alinhados e tendo entre si uma comunicação bidirecional para que esse respeito seja construído dia a dia.

 

Para criar uma cultura de feedbacks construtivos que as pessoas vão ouvir e levar em consideração, alguns passos podem ajudar.

 

Foque no problema, não na pessoa

Não faça do feedback um ataque pessoal. Lembre-se de que esse retorno deve impulsionar o colaborador a fazer diferente, melhor, a fim de que não apenas a empresa tenha os benefícios, mas quem recebe o feedback possa crescer. Afinal, estamos falando de um retorno construtivo.

 

Se ao invés de tentar resolver o problema, você apenas criticar o colaborador, não haverá nenhuma motivação e nem chances para aquele respeito do qual falamos no início.

 

Seja específico

Quando tiver de dar um feedback, seja específico sobre o que deve ser repensado. Apontar isso de forma vaga pode deixar o colaborador confuso, o que não levará ao aperfeiçoamento desejado.


Esteja atento! Não permita que sua subjetividade tome conta. Só porque não gostou de algo, não significa que aquilo não é bom ou não funcionou.

 

Torne o feedback algo positivo

Você sabia que é 30 vezes mais provável ter colaboradores engajados no trabalho quando seus gestores focam em suas forças*, ao invés de apenas suas fraquezas? Isso significa que o feedback positivo deve ser uma realidade nas empresas

 

Muitas pessoas hoje veem essa palavra como algo negativo e que serão criticados por seu desempenho. Utilizar essa técnica para elogiar e impulsionar seu colaborador gerará mais motivação e empenho na realização do trabalho.

 

Elimine a culpa e crie uma sincronia

Colocar a culpa em alguém não contribui para um feedback construtivo nem na resolução do problema. O foco deve estar em achar uma solução para que ambas as partes saiam ganhando.

 

Em uma conversa assim, pergunte regularmente se o colaborador concorda com o que você está dizendo, e faça disso um esforço colaborativo, perguntando também como pode ajudar a melhorar e evitar que o problema aconteça novamente.

 

Pergunte-se o porquê

Visto que 65% dos colaboradores desejam mais feedbacks*, o esforço para que o retorno seja feito da melhor maneira possível não é em vão. Pergunte-se, então, o motivo do feedback, e procure ter como resposta ajudar o colaborador a melhorar no que ele faz.

 

Trabalhar o respeito mútuo dentro da organização fará a diferença na hora de dar e receber feedback, preservando sua empresa da alta rotatividade e baixa produtividade dos colaboradores, aumentando, assim, o desempenho da empresa diante do mercado e de seus clientes.

 

O Vivaintra acredita na importância do feedback na cultura corporativa, por isso funciona de maneira social e colaborativa, com ferramentas que possibilitam maior interação entre gestores e colaboradores de uma organização, auxiliando na comunicação horizontal.

 

Baixe o guia Intranet: Descubra Soluções para Comunicação Interna e entenda como uma intranet auxilia nos processos de comunicação, incluindo o feedback.


*https://www.officevibe.com/blog/8-tips-employee-feedback